top of page

Action Learning e suas diferentes aplicações


Quem tem problema põe o dedo aqui, que já vai fechar!

Parece pouco provável que nos dias atuais, em que o ritmo das mudanças é cada vez mais rápido e existem cada vez mais incertezas (e precisamos aprender com elas), que pessoas e organizações não tenham desafios para serem resolvidos.

Parece certo também que, ao enfrentarem esses complexos desafios, as pessoas não encontraram soluções prontas; os problemas se tornaram cada vez mais confusos e difíceis de serem identificados e mais ainda difíceis de serem resolvidos.

Nesse contexto VUCA em que nos encontramos, precisamos achar alternativas para os problemas reais, importantes e urgentes, sejam eles nas organizações em que vivemos ou do nosso cotidiano, como empreendedores, mães, pais, líderes, jovens profissionais, profissionais liberais, entre tantas outras possibilidades de papéis e/ou responsabilidades que ocupamos em nossa realidade.

Precisamos pensar em novas alternativas que possam abrir novas possibilidades de resolução e sair de alternativas já conhecidas e pouco efetivas. O professor da George Washington University, Michael Marquardt, afirma que:

Novas aprendizagens e pensamento fora da caixa são necessárias se quisermos evitar de resolver os problemas atuais com as soluções do passado, enquanto o futuro nos engole” Michael Marquardt

Em resposta a uma alternativa simples para apoiar a resolução dos problemas de forma criativa para gerar resultados e, ao mesmo tempo, desenvolver pessoas, é que a metodologia de Action Learning se apresenta.

Essa é uma metodologia que estimula a cooperação e o compartilhamento do poder e da inteligência relacional e apoia o desenvolvimento de novas habilidades de liderança ou comunicação que podem ser incorporadas no cotidiano de qualquer pessoa.

De forma sucinta, essa é uma metodologia que privilegia as perguntas como um dos elementos de funcionamento do encontro. Elas são feitas através dos membros do grupo (máximo oito pessoas), proporcionando que o grupo encontre possibilidades das experiências, vivências, realidades e curiosidade ampliando possíveis caminhos de solução para o desafio apresentado.

As perguntas oferecem a possibilidade de uma reunião estruturada e com maior efetividade e foco. Além de evitarem a sensação de confusão quando todos falam ao mesmo tempo, são também geradoras de possibilidade de pensamento inovador proporcionando espaço para a criatividade.

Você pode então se perguntar: quais são as possíveis aplicações para a utilização da metodologia?

Pensemos então:

  • Uma mãe que possui problemas com filhos adolescentes e que quer desenvolver sua comunicação a fim de se aproximar ou entender a realidade do jovem;

  • Um grupo de homens que querem discutir os dilemas/desafios da vida moderna.

  • Uma equipe de vendas que não está atingindo suas metas e o resultado esperado.

  • Líderes que precisam ser desenvolvidos nas competências da empresa ou que precisam enfrentar a mudança de mindset para os desafios da era digital.

  • Líderes com dificuldades em gerir pessoas ou que querem desenvolver a habilidade em solução de problemas complexos.

  • Pessoas que querem desenvolver a criatividade e inovação.

  • Um grupo de jovens estagiários ou trainees que estão precisando entender melhor a cultura do local de trabalho.

  • Um profissional de recursos humanos que enfrenta dilemas pois precisa ajudar o negócio a atingir seus objetivos.

  • Um grupo de operadores que precisam trabalhar indicadores de performance de uma determinada linha de produção.